segunda-feira, outubro 13, 2008

"Potencialmente entregável" não é "entregável"

Freqüentemente sou questionado sobre a necessidade de se entregar "produto pronto" no final de cada Sprint. Muitas pessoas comentam que em seu ramo de negócio isto é simplesmente impossível, pois precisariam de meses para ter algo realmente pronto. Minha resposta é sempre a mesma: algo potencialmente entregável é diferente de algo entregável! Ao final de cada Sprint você precisa ter produto que possa ser visualizado, utilizado e analisado por seu cliente, mas isto não significa que este "pedaço" de produto entrará em produção. Ao final de um conjunto de Sprints, o Product Owner pode chegar a conclusão que já possui funcionalidades suficientes para serem transformadas em um Release, ou mesmo ter planejado datas para estas entregas. Um Release sim é algo que vai ser fechado e implantado para utilização real do cliente, ou seja, um entregável.

Nenhum comentário: