segunda-feira, agosto 04, 2008

Descentralização? Você está louco!

A centralização exagerada é hoje uma realidade nas empresas brasileiras, principalmente quando o assunto é TI. Esse fato é um dos principais geradores da cara de "O quêêê????" quando falamos sobre equipes multidisciplinares para times. "Você está louco? As empresas estão partindo para centralização, e você vem me falar de equipes multidisciplinares?". Bom, já não é de hoje que as empresas vem percebendo o quanto têm perdido trabalhando em uma centralização exagerada da TI, isso lá fora é fato...e pelo jeito está chegando por aqui - que bom!
Na edição julho/agosto da revista Info Corporate há uma entrevista com Fabio Luchetti, vice-presidente executivo e CIO da Porto Seguro. Vamos a alguns trechos:

Desde 2006, quando assumiu a TI da Porto Seguro a grande preocupação do administrador de empresas (Luchetti) é aproximar a tecnologia de todas as outras áreas de negócio. Uma de suas medidas para conquistar seu objetivo foi mudar de lugar parte da equipe. "Os funcionários de TI ficam espalhados pelo prédio. As equipes estão sempres próximas às áreas de negócios com as quais trabalham"

Info: Qual foi sua primeira atitude como CIO?
Luchetti: Até 2005 a TI da Porto Seguro estava muito verticalizada. Era quase uma outra empresa dentro da corporação. A TI estava se deslocando e criando uma identidade própria, que trazia dificuldades internas de relacionamento. Quando assumi, em 2006, busquei tranformar a TI em mais um elo na corporação...

Info:Você conseguiu o que queria?
Luchetti: Já saímos da região de turbulência e estamos começando a colher bons frutos. Estamos trabalhando no conceito de descentralização. Hoje, os núcleos de desenvolvimento ficam dentro das áreas de negócio. Assim, conseguimos manter um relacionamento real entre cliente e fornecedor. Parte da remuneração variável de TI fica atrelada à área de negócio da qual ela faz parte. Isso é importante para ter comprometimento com o negócio.

Você se identificou com as palavras do Fabio Luchetti? Não...ele não é agilista! É o que sempre falo: o high management e board das empresas estão bem mais próximos dos valores ágeis do que muita gente pensa, é só sentar pra conversar com eles para perceber.
Bom, qualquer semelhança com o post Dentro do Táxi é mera coincidência. :)

Leia a matéria completa AQUI!

2 comentários:

Mitrano disse...

Olha o Link da Matéria.

Um abraço

aXmagno disse...

Valeu ;)